Dezenove pessoas são salvas por dia pelos bombeiros no mar paranaense

O Corpo de Bombeiros e os policiais e médicos do Grupamento Aeropolicial e Resgate Aéreo (Graer) já salvaram 554 pessoas nos municípios do Litoral paranaense desde o início da temporada de verão, em 18 de dezembro. A média é de 19 vidas salvas por dia pelas equipes que integram a Operação Verão, série de ações ofertadas pelo Governo do Estado nos municípios litorâneos durante a temporada.

salvamentos
Foto: AEN
Em 29 dias de Operação Verão, os salva-vidas também fizeram 21.738 orientações aos veranistas, como alertar sobre locais impróprios para banho ou situações que possam colocar em risco a vida do banhista.

Com o reforço no trabalho de segurança, a temporada teve duas mortes por afogamento, uma delas antes do horário de atendimento dos salva-vidas, que trabalham das 8h às 20h. A orientação do Corpo de Bombeiros é banhar-se sempre com a presença dos salva-vidas e próximo dos postos. As áreas cobertas pelos bombeiros são sinalizadas com bandeiras.

No Graer, até 8 de janeiro, foram feitas 17 missões, entre salvamentos aquáticos e terrestres e remoções e resgates aeromédicos, além do patrulhamento policial. O helicóptero foi mais requisitado para a remoção aeromédica – levar pacientes de um hospital para outro.

Equipes

O Governo do Estado reforçou o atendimento à população durante a temporada de verão e convocou 400 bombeiros para cuidar dos banhistas nas praias. São 99 postos guarda-vidas para atender os veranistas em toda orla marítima.

Outra novidade da Operação Verão é a Base Náutica de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros de Guaratuba, inaugurada pelo governador Beto Richa em 9 de janeiro. A estrutura, que fica ao lado do ferryboat, teve investimento de R$ 1,1 milhão e abriga uma equipe de resgate 24 horas, nos 365 dias do ano.

A base dá resposta imediata a casos de emergência na Baía de Guaratuba e nas praias de Matinhos e Guaratuba. Em algumas situações, será utilizada para atender também nas praias de Pontal do Sul e na Baía de Paranaguá, onde já há uma base para os municípios e ilhas do litoral norte.

“Essa obra é uma demonstração da atenção do nosso governo com o Litoral, que hoje é lembrado pelo Estado durante todo ano. A base náutica garantirá um atendimento dos bombeiros mais ágil e de qualidade, reduzindo o número de afogamentos no Paraná”, disse o governador Beto Richa.

A base tem uma rampa de lançamento de embarcações na água, com fácil saída para o mar, e uma passarela com píer flutuante (por conta da variação da maré) para retirar rapidamente as vítimas do mar e encaminhá-las a uma ambulância, em casos de salvamento de emergência.

Para as ações preventivas e de salvamento, durante todo o ano estarão disponíveis no local três motos aquáticas de salvamento, um bote inflável (pequeno porte) e dois barcos infláveis (médio porte).

Dicas para evitar afogamentos

– Tome banho de mar próximo aos postos de salva-vidas. Neste ano, são 99 postos na orla paranaense.

-Obedeça as áreas cobertas pelos salva-vidas. Elas são sinalizadas com bandeiras. Não saia deste limite.

– Atenção com as crianças, mesmo quando o salva-vidas estiver por perto.

– Se ingerir bebida alcoólica, não entre no mar.

– Mesmo que saiba nadar, vá acompanhado de outra pessoa, que poderá ajudá-lo caso tenha algum mal estar na água.

– Nade longe de pedras, píers ou embarcações.

– Cuidado com os locais com pouca ou nenhuma quebra de ondas. Estas áreas podem concentrar correntes de retorno, que puxam o banhista mar adentro.

Written by

Deixe uma resposta